Após intervalo, STF retoma sessão para julgar réu pelo 8 de janeiro


O Supremo Tribunal Federal (STF) retomou o julgamento do primeiro réu pelos atos golpistas de 8 de janeiro. No início desta tarde, a sessão foi interrompida para o almoço.

Os ministros decidem se condenam Aécio Lúcio Costa Pereira, morador de Diadema (SP), que foi preso pela Polícia Legislativa no plenário do Senado, durante a depredação do Congresso Nacional. O réu chegou a publicar um vídeo nas redes sociais durante a invasão da Casa.

Neste momento, o relator do caso, ministro Alexandre de Moraes, profere que pode condenar o acusado pelos crimes de tentativa de abolição violenta do Estado Democrático de Direito, golpe de Estado, associação criminosa armada e dano contra o patrimônio público, com uso de substância inflamável.

Em caso de condenação pelo STF, as penas podem chegar a 30 anos de prisão. Segundo a denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR), o acusado participou da depredação da sede do Legislativo, quebrando vidraças, portas de vidro, obras de arte, equipamentos de segurança, e usando substância inflamável para colocar fogo no tapete do Salão Verde da Câmara dos Deputados.

Pela manhã, a defesa de Aécio Lúcio rebateu as acusações e considerou que o julgamento é “politico”.



EBC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *