Ginástica Artística: Brasil é prata na disputa de equipes femininas


O Brasil teve mais um dia histórico no Mundial de Ginástica Artística disputado na Antuérpia (Bélgica) ao conquistar a medalha de prata na disputa das equipes femininas. Rebeca Andrade, Flávia Saraiva, Jade Barbosa, Lorrane Oliveira e Júlia Soares somaram 165.530 pontos para ficarem atrás apenas dos Estados Unidos (167.729). A França completou o pódio (164.064).

Este é o melhor resultado de uma equipe brasileira na história da competição, superando o quarto lugar na edição de 2022, disputada em Liverpool (Inglaterra).

“Ao longo da minha gestão, conquistamos medalhas olímpicas e mundiais individuais. Estava faltando justamente um resultado como esse, de uma competição por equipes. Ele comprova o que estamos dizendo há alguns anos: o Brasil hoje tem uma escola consolidada na Ginástica Artística. Embora contemos com talentos individuais excepcionais, esse resultado é produto de um movimento muito mais amplo, de um País que abraçou a modalidade e que definitivamente sabe fazer ginástica. Temos gente competente trabalhando nos clubes, administradores, treinadores, fisioterapeutas, massoterapeutas, médicos e, é claro, muitas meninas incríveis espalhadas pelo País. E digo mais: aprendemos a fazer, estamos nos aprimorando e, com o Brasil cada vez mais envolvido e apaixonado por esse esporte, não vamos parar mais”, declarou a presidente da Confederação Brasileira de Ginástica, Luciene Resende.

Antes da prata no Mundial, ainda nas eliminatórias, a equipe feminina do Brasil confirmou a sua participação na próxima edição dos Jogos Olímpicos, que serão disputados em Paris (França) em 2024.





EBC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *