Governo destina R$ 7 milhões para o litoral norte de São Paulo


Mais de R$ 7 milhões foram liberados pelo governo federal nesta quarta-feira (22) ao município de São Sebastião (SP), um dos mais afetados pelas chuvas que atingiram o litoral norte de São Paulo. Os recursos poderão ser usados para compra de cestas básicas, kits de limpeza e de higiene pessoal, colchões, refeições, água mineral, combustível e aluguel de caminhão-pipa. De acordo com o Ministério da Integração e Desenvolvimento Regional, serão atendidas mais de 73 mil pessoas.  Os municípios que desejarem receber recursos devem enviar planos de trabalho.

“Nossas equipes continuam na área trabalhando junto com as equipes das prefeituras e do governo do estado nos planos de restabelecimento e nos planos também de construção que foi uma orientação que nós demos a pedido do presidente Lula”, disse o ministro da Integração e Desenvolvimento Regional, Waldez Goés, que participou, de reunião, no Palácio da Alvorada, com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e mais seis ministros.

Goés disse que o navio da Marinha que chega amanhã à região deve contar com cerca de mil profissionais dos quais 150 vão ajudar nas buscas e resgates.

Na última segunda-feira (20), o governo federal reconheceu o estado de calamidade pública em seis municípios paulistas: São Sebastião, Caraguatatuba, Guarujá, Bertioga, Ilhabela e Ubatuba. No mesmo dia, o presidente Lula foi até São Sebastião, acompanhado de ministros. Durante a visita, Lula anunciou que haverá prioridade para a construção de moradias do Minha Casa, Minha Vida nos municípios atingidos.

De acordo Waldez Goés, a meta do governo é retomar a agenda preventiva por meio da recomposição do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Encostas e da destinação de R$ 10 bilhões para habitação. “Certamente muitos desses recursos serão para construir habitações de demanda dirigidas, onde esses pontos todos de situações de alto risco de deslizamento em encostas serão prioridade”.



EBC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *