Governo lamenta incursão israelense à Esplanada das Mesquitas


O Ministério das Relações Exteriores divulgou nota neste sábado (8) na qual reafirma a defesa do respeito ao status quo histórico da Esplanada das Mesquitas (“Haram-El-Sharif”) e à custódia haxemita (árabes) dos sítios sagrados islâmicos e cristãos de Jerusalém Oriental.

O posicionamento ocorre depois que se tornou pública a nova incursão do ministro de Segurança Nacional de Israel, Itamar Ben-Gvir, acompanhado de milhares de manifestantes, à Esplanada das Mesquitas (“Haram-El-Sharif”), no último dia 5 de junho, por ocasião da Marcha das Bandeiras, evento que celebrou o aniversário de 57 anos da ocupação de Jerusalém Oriental por Israel

“O governo brasileiro lamenta que, em meio à tragédia humanitária na Faixa de Gaza, ainda haja disposição de segmentos extremistas da sociedade israelense para praticar atos inflamatórios e provocativos, que contribuem apenas para afastar ainda mais as perspectivas de paz na região”, destacou o Itamaraty.

Na mesma nota, o Brasil reitera o compromisso com a solução de dois Estados, com um Estado da Palestina independente e viável convivendo lado a lado com Israel, em paz e segurança, dentro das fronteiras de 1967, o que inclui a Faixa de Gaza e a Cisjordânia, tendo Jerusalém Oriental como sua capital.



EBC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *